quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Com crise em 2015, 4,1 milhões entraram na faixa da pobreza no Brasil, aponta estudo

O percentual de pessoas pobres cresceu 22% no Brasil em 2015, de acordo com estudo publicado na segunda-feira (14) por Ipea, PNUD (Programa da Nações Unidas para o Desenvolvimento) e Fundação João Pinheiro. Em 2014, o percentual de pobres era de 8,1% (menor percentual histórico), saltando para 9,96% no ano seguinte. 
Segundo a metodologia, são consideradas pessoas pobres aquelas que têm renda per capita domiciliar inferior a 1/4 de um salário mínimo. Ressalta-se que a referência usada pela pesquisa é o salário mínimo vigente em 2010 (ano do último Censo), de R$ 510.
Ainda segundo o levantamento, a renda per capita caiu --de forma inédita na década-- entre 2014 e 2015, de R$ 803,36 para R$ 746,84. 
:: Mais notícia desta quarta-feira
Uma diligência da Polícia Federaldo Rio Grande do Sul cumpre, na manhã desta quarta (16), cinco mandados de busca e apreensão no primeiro desdobramento da Operação Lava Jato no Estado.
A PF está nas ruas de Porto Alegre, Canoas e Glorinha, além de Brasilia, no Distrito Federal. Batizada de Operação Étimo, esta fase da investigação busca indícios de lavagem de dinheiro, evasão de divisas, crimes contra o sistema financeiro e de corrupção.
A Justiça autorizou o sequestro dos bens e a quebra do sigilo dos investigados. A polícia ainda não divulgou os nomes dos alvos desta etapa da operação, que ocorre a partir de informações obtidas na 26ª fase da Lava Jato —a Operação Xepa— em março de 2016.
Esta fase investiga a movimentação ilegal desses recursos, no Brasil e no exterior, além de sua origem e destino.
Fonte: A12

terça-feira, 11 de julho de 2017

Florianópolis integra programa para fomentar o empreendedorismo

11/07/2017

foto/divulgação: Cristiano Andujar

Florianópolis aderiu oficialmente ao programa Cidade Empreendedora
Nesta segunda-feira, 10, Florianópolis aderiu oficialmente ao programa Cidade Empreendedora, iniciativa do Sebrae/SC em parceria com as prefeituras municipais. Até dezembro de 2018 uma série de ações será executada a fim de promover o desenvolvimento sustentável de Florianópolis e consolidá-la como uma cidade empreendedora. A cerimônia foi realizada no gabinete do prefeito e contou com diversas autoridades e representantes de instituições.

De acordo com o prefeito Gean Loureiro, um dos focos da gestão é fomentar as iniciativas de empreendedorismo de Florianópolis. “Ter o Sebrae-SC como parceiro é fundamental para que os micro e pequenos empresários possam crescer e para colocarmos em prática as ações que a nossa gestão tem planejado no município. Também buscamos capacitar ainda mais nossa equipe que irá replicar as ações para a sociedade”, declarou Gean.

Na ocasião, a coordenadora do Sebrae/SC na Grande Florianópolis, Soraya Tonelli, apresentou um panorama sobre o programa e ressaltou que o objetivo é promover o crescimento e desenvolvimento econômico da cidade. “O crescimento de um município é visto em números com dados quantitativos e o desenvolvimento é medido por ações qualitativas. Queremos ganhar os dois juntos por meio do programa. E o mais importante é todos estarem de mãos dadas com o mesmo propósito: poder público, privado e entidades”, afirmou.

Fonte:  - DIC - Turismo - PMF.

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Estado entrega viaturas e anuncia grupo tático para situações de crise no sistema penitenciário de SC

cebook 
Fotos: James Tavares/Secom
O governador Raimundo Colombo, o vice Eduardo Moreira e a secretária de Estado da Justiça e Cidadania, Ada Faraco De Luca, participaram da entrega de 21 viaturas tipo furgão, adaptadas para o transporte de presos do sistema penitenciário de Santa Catarina. Na solenidade realizada nesta segunda-feira, 10, na sede do Departamento de Administração Prisional (Deap), em Palhoça, também foi formalizada a criação do Grupo Tático de Intervenção Prisional (GTI).
“Os novos veículos que se somam aos já existentes melhoram o tratamento ao preso e oferecem agilidade a todo nosso serviço de apoio e melhoria do sistema prisional catarinense. Os desafios no sistema são grandes e nos preocupam muito, mas conseguimos avançar na humanização da estrutura. Mais da metade dos detentos estão trabalhando e, por isso, acredito que estamos avançando a cada dia. O trabalho de todos os envolvidos no sistema é grandioso, de muita dedicação e determinação. Reconhecemos e parabenizamos as equipes”, disse o governador.
O vice-governador Eduardo Moreira ressaltou que o sistema prisional catarinense tem apresentado importantes avanços, trazendo mais tranquilidade à sociedade e conforto ao apenado.
As viaturas foram doadas pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Cada veículo (Renault Master) custou R$ 178.387,00, totalizando R$ 3.746.127,00. O diretor do Deap, Deiveison Quirino Batista, informou que o Estado conta com 49 unidades prisionais onde são feitas mais de cem escoltas por dia, o que exige a renovação e o remanejamento da frota. “Essas viaturas vêm para garantir mais segurança e ajudar na demanda do sistema prisional. Temos o controle do número de viaturas em cada local e verificamos as unidades que realizam mais escoltas diariamente. São esses locais que vão receber os veículos”, informou o diretor.
A secretária Ada De Luca destacou que o sistema prisional catarinense se reconstrói a cada dia, gerando um modelo que prioriza a segurança, a humanização e a dignidade. “Isso possibilita um dos nossos maiores objetivos, que é impulsionar o crescimento do programa de ressocialização pelo trabalho no sistema prisional, fator que ajuda a colocar Santa Catarina com o maior percentual de presos trabalhando”, explicou.
O governador Raimundo Colombo e o vice Eduardo Moreira ainda visitaram o Centro de Ações Penitenciárias, onde as unidades prisionais são monitoradas através do circuito fechado de TV. 
GTI
O  GTI é especializado em intervenções penitenciárias e integra uma política de formação e capacitação profissional implantada através da Academia de Justiça e Cidadania como forma de otimizar recursos humanos, sempre pautados na capacitação profissional. “É um grupo tático que vai atuar, principalmente, no que se refere à prevenção e também na repressão numa eventual situação de crise. Vão participar deste grupo os agentes penitenciários que possuem o curso de capacitação em intervenção prisional e institucional. Eles trabalharão em escala de plantão”, explicou o diretor do Deap.
 Além do GTI, já foram criados os Núcleos de Operações Táticas, em Florianópolis, Lages e Chapecó (mais outros dois estão previstos ainda em 2017); e o Serviço de Operações e Escoltas, vinculado diretamente ao diretor do Deap, que tem a missão de atender a escoltas de alto risco no estado e fora dele, assim como escoltas aéreas.
Relatório
Durante o evento, a Secretaria de Justiça e Cidadania entregou uma cópia do relatório da CPI do Sistema Carcerário Nacional, elaborado pela Câmara Federal dos Deputados, ao governador e ao vice-governador. O documento mostra Santa Catarina como referência em sistema penitenciário dentre os 27 estados da federação.
O secretário adjunto da Secretaria de Justiça e Cidadania, Leandro Antônio Soares Lima, disse que Santa Catarina se destaca pela decisão de governo de trazer as questões do sistema para o centro das discussões. “Conseguimos aumentar o número de vagas no sistema prisional, foi investido na formação e capacitação de agentes penitenciários, ampliou-se a oferta de trabalho nas unidades e foram criados grupos de atuações específicas. É uma série de apontamentos que levam a crer que estamos no caminho certo. Não tenho a menor dúvida que este é o sistema prisional mais organizado do país”, disse.
Unidades que receberão as viaturas
- Colônia Agrícola da Palhoça
- Complexo Penitenciário do Estado
- Penitenciária de Florianópolis
- Penitenciária Sul
- Presídio Regional de Criciúma
- Presídio Regional de Tubarão
- Penitenciária Industrial de Joinville
- Presídio Regional de Jaraguá do Sul
- Presídio Regional de Joinville
- Presídio Regional de Mafra
- Penitenciária de Itajaí (CPVI)
- Presídio Masculino de Itajaí (CPVI)
- Presídio Regional de Itajaí
- Penitenciária da Região de Curitibanos
- Penitenciária Industrial de São Cristovão do Sul
- Presídio Masculino de Lages
- Penitenciária Agrícola de Chapecó
- Penitenciária Industrial de Chapecó
- Presídio Regional de Joaçaba
- Penitenciária Industrial de Blumenau
- Presídio Regional de Blumenau
Fonte e Informações adicionais para a imprensa:Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5460
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e  @GovSC

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Prefeitura anuncia retomada das obras na Saúde

03/07/2017 - SMS - Saúde

foto/divulgação: Arquivo

Editais de licitação das obras serão publicados nas próximas semanas
O prefeito Gean Loureiro anunciou a retomada das obras nos centros de saúde da Capital, paradas desde a gestão passada. O investimento será de pelo menos R$ 4 milhões em recursos próprios para o retorno das obras das novas unidades do Campeche e do Pantanal e de reforma e ampliação dos centros de saúde da Lagoa da Conceição, Abraão e Canto da Lagoa. Também está prevista no pacote a construção de uma nova unidade no Alto Ribeirão.

Os projetos estão sendo readequados para a abertura dos novos processos de licitação. A expectativa é de que a retomada das obras ocorra no segundo semestre deste ano. Para construção do novo centro de saúde no Alto Ribeirão, uma antiga reivindicação da comunidade local, além dos recursos do município, está prevista verba do Ministério da Saúde, de R$ 400 mil, obtida a partir de emenda parlamentar.

Grande parte das obras estavam paradas por problemas com as empreiteiras contratadas na administração anterior – algumas delas desistiram das obras e, em outros casos, houve atraso na entrega sem a conclusão do serviços. Todas as situações estão sendo analisadas pela Procuradoria para que sejam tomadas as medidas judiciais cabíveis.

Tapera e Ingleses
As comunidades da Tapera e de Ingleses também deverão comemorar as boas notícias do pacote de reformas das unidades de saúde de Florianópolis. O setor de obras da Secretaria de Saúde da Capital está iniciando o projeto de reforma e ampliação dos centros de saúde dos dois bairros, com recursos do Governo Federal.

“Temos ouvido os conselhos locais de saúde e visitado as unidades e sabemos da necessidade de atender ao pleito dessas comunidades para dar mais conforto e qualidade aos pacientes”, afirma o secretário de Saúde Carlos Alberto Justo da Silva.
Fonte: SMS/PMF.

terça-feira, 27 de junho de 2017

Ação social da Prefeitura reúne mais de 100 pessoas em situação de rua

No Centro Pop foram oferecidos serviços como cortes de cabelo, vagas de emprego, cursos de capacitação, identificação como RG e CPF, vacinas, entre outros

foto/divulgação: Cristiano Andujar

Ação social da Prefeitura

Na manhã desta terça-feira, a Prefeitura Municipal de Florianópolis, por meio da Secretaria de Assistência Social, atendeu cerca de 150 pessoas em situação de rua em uma ação social no Centro Pop. No local foram oferecidos cortes de cabelo, vagas de emprego, cursos de capacitação, identificação como RG e CPF, conscientização sobre câncer de mama, útero e próstata, vacinas, entre outros. A iniciativa faz parte do programa Floripa Social, lançado em maio pela administração municipal.

A secretária de Assistência Social, Katherine Schreiner, acompanhou a ação e ressalta a importância deste trabalho, que concede dignidade para quem precisa e atende os anseios da sociedade. “Intensificamos o trabalho de abordagem social no intuito de resolver essa problemática que é de suma importância. Além disso, mobilizamos diversas instituições para trabalharmos em conjunto por esta causa. Essa iniciativa é um exemplo. Conseguimos reunir vários serviços no mesmo espaço, mobilizando as pessoas em situação de rua para este local. Estamos satisfeitos com o resultado e pretendemos repeti-la”, afirma Katherine.

Fonte: SEMAS - Social - PMF

terça-feira, 20 de junho de 2017

Portugal: Cáritas destaca Dia Mundial do Refugiado como desafio a «mais acolhimento e solidariedade»

Em causa estão 65 milhões de pessoas «que merecem respeito e dignidade», diz Eugénio Fonseca

Lisboa, 20 jun 2017 (Ecclesia) – A Cáritas Portuguesa assinalou hoje o Dia Mundial do Refugiado com a defesa de “mais acolhimento e solidariedade” para as pessoas que, devido a contextos de guerra e de injustiça social têm de deixar os seus países.
No seu comunicado, enviado à Agência ECCLESIA, a organização solidária católica realça que “a Europa” deve ser “capaz de definir políticas de acolhimento que vão além” das atuais medidas, que têm demonstrado ser insuficientes.
Não podemos ter só “mais do mesmo”, aponta a Cáritas, que quer vincar neste dia “a sua crescente preocupação para com esta realidade”, que já envolve mais de 65 milhões de pessoas em todo o mundo, entre refugiados e deslocados.
“É necessário que se definam políticas de proteção aos migrantes e refugiados e, também, à população dos países de acolhimento, como Portugal, para que não tenham medo de abrir as suas portas a estas famílias que vêm em situações de grande fragilidade e que merecem ser tratadas com respeito e com dignidade”, realça o presidente da instituição, Eugénio Fonseca.
Atualmente, o organismo português está empenhado não só no “apoio a projetos” ligados à realidade dos refugiados e deslocados, mas também na defesa dos direitos dessas pessoas.
Em Portugal a Cáritas é uma das organizações fundadoras da Plataforma de Apoio ao Refugiado, que congrega dezenas de instituições cristãs e da sociedade civil.
Promove também vários projetos nacionais e locais, através das Cáritas Diocesanas, que dão apoio e resposta às necessidades dos muitos migrantes que vivem no país.
No plano internacional, está integrada na rede Cáritas com 160 instituições que estão a participar numa campanha intitulada ‘Partilhar a viagem’, que vai ser lançada em setembro de 2017.
O objetivo será “durante dois anos mobilizar esforços e recursos” no sentido de criar condições para a existência daquilo que o Papa Francisco tem apelidado de uma verdadeira “cultura de encontro”.
Em preparação está também o lançamento de um projeto, em parceria com 11 países europeus, intitulado MIND – Migrações, Interligação e Desenvolvimento.
Entre as preocupações da Cáritas Portuguesa estão países como a Síria, que está em guerra civil há mais de seis anos e que é hoje um dos países com mais refugiados e deslocados.
Estão também nações como o Líbano, a Jordânia, a Sérvia, a Turquia e a Grécia, que estão entre as regiões que até agora acolheram um maior número de refugiados.
Com o lançamento de várias iniciativas, como a campanha de Natal ’10 milhões de estrelas’, tem sido possível à Cáritas nacional fazer chegar o apoio dos portugueses àqueles que mais precisam.
Fonte: JCP e Agência Ecclesia

França confirma condenação de Maluf por lavagem de dinheiro

Paulo MalufDireito de imagemAGÊNCIA BRASIL
Image caption'Mandei aquilo para lá para ajudar a balança comercial francesa. E eles querem roubar meu dinheiro!', disse Maluf à BBC Brasil em abril passado
A Justiça da França manteve, em decisão divulgada nesta terça-feira, a condenação do deputado Paulo Maluf (PP-SP) a três anos de prisão e multa de 200 mil euros (R$ 725 mil) por crime de lavagem de dinheiro no país entre 1996 e 2003.
De acordo com a sentença, o montante de cerca de 1,8 milhão de euros (R$ 6,6 milhões) depositados em duas contas bancárias na França no nome da mulher de Maluf, Sylvia, é fruto de desvio de dinheiro público e corrupção no Brasil.
Além desse valor, outra quantia, de cerca de 27 mil euros (R$ 100 mil), apreendidos no quarto do hotel Plaza Athénée, em Paris, na ocasião da detenção de Maluf no país, em 2003, também permanecerão confiscados.
A decisão desta terça-feira da Corte de Apelações - tribunal de segunda instância no país - também mantém a condenação do filho de Maluf, Flávio, a três anos de prisão e multa de 200 mil euros.
Sylvia Maluf, titular das duas contas bancárias bloqueadas, foi condenada a dois anos de prisão e multa de 100 mil euros (R$ 368 mil).
Os três sempre negaram as acusações.
Há um mandado de prisão contra Maluf, sua mulher e filho na França, emitido desde 2011, cujo efeito foi confirmado pela decisão da Corte de Apelações nesta terça-feira.
Isso significa que, se ele for até o país, pode ser detido pela polícia e levado diante de um juiz que decidiria se ele continuaria ou não preso até o julgamento do último recurso.
Na prática, os três não poderão pisar na França novamente - e certamente vão perder o dinheiro confiscado.

Recursos

Paulo Maluf durante julgamento de impeachment de Dilma Rousseff na CâmaraDireito de imagemAGÊNCIA BRASIL
Image captionMaluf, a mulher e o filho foram condenados na França por lavagem
A sentença da Corte de Apelações foi proferida no recurso apresentado pela defesa de Maluf contra sua condenação em primeira instância, em outubro de 2015.
O advogado de Maluf na França, Antoine Korkmaz, havia dito à BBC Brasil, em várias ocasiões anteriores à decisão desta terça, que irá entrar com recurso na Corte de Cassações, a mais alta instância jurídica do país, caso o recurso na Corte de Apelações fosse rejeitado.
Até a publicação desta reportagem, o advogado não foi localizado para comentar a decisão. Ele dispõe de um prazo de cinco dias úteis para entrar com o recurso na Corte de Cassações, que será o último possível.
O Conselho Constitucional francês não julga crimes: ele zela pelo respeito de leis e regulamentos à Constituição.
Por isso, caso a Corte de Cassações decida julgar o recurso - para isso a defesa terá de provar que houve violação do direito ou de regras processuais nos julgamentos anteriores -, ela poderá manter a decisão da Corte de Apelações ou mudá-la parcialmente ou totalmente.
No final de maio, o Supremo Tribunal Federal (STF) brasileiro condenou Maluf a quase oito anos de prisão por crime de lavagem de dinheiro, além de ter determinado a perda do mandato do deputado.
Os juízes franceses afirmam que ele utilizou um "circuito complexo e opaco implementado para dissimular os fundos provenientes de crimes e delitos cometidos no Brasil".
Fachada de uma agência do Crédit Agricole em ParisDireito de imagemGETTY IMAGES
Image captionContas no banco francês Crédit Agricole de Paris chegaram a ser confiscadas
A decisão considerou que o crime de lavagem de dinheiro teve o fator agravante de ter sido cometido em quadrilha, por meio de uma organização fraudulenta que agiu em vários países para transferir ou lavar fundos obtidos por meio de corrupção e desvio de dinheiro público no Brasil.
Segundo a Justiça francesa, o crime de lavagem de dinheiro foi cometido em vários outros lugares, além da França: Luxemburgo, Suíça, Ilhas Cayman, Estados Unidos e Reino Unido.
As investigações, realizadas com a cooperação de países como o Brasil, Liechtenstein e Suíça, apontam um emaranhado de transferências bancárias realizadas por Maluf e sua família.
Nas audiências do julgamento da Corte de Apelações, em março passado, a defesa de Maluf apresentou como perita a renomada jurista Ada Pellegrini Grinover, especialista em direito processual.

'Lavagem sucessiva'

De acordo com a decisão judicial, a família Maluf "lavou sucessivamente" mais de US$ 7 de milhões (R$ 21,6 milhões) na França entre 1996 e 2003, incluindo uma conta em Paris que não existia mais quando as investigações foram iniciadas.
Maluf foi detido em 24 de julho de 2003 em Paris no momento em que tentava transferir o saldo total de Sylvia no Crédit Agricole (1,7 milhão de euros, quase a integralidade dos recursos confiscados) para a conta da empresa ITB na Deutsche Bank em Hamburgo, na Alemanha.
A conta de Sylvia no Crédit Agricole em Paris havia sido aberta apenas seis meses antes e recebido, em abril de 2003, um depósito de quase US$ 1,5 milhão da Fundação Blackbird, criada pelo filho Flávio e sediada em Liechtenstein (conhecido paraíso fiscal europeu).
A transferência para a França foi feita por meio da conta da fundação Blackbird no banco Baring em Genebra, na Suíça.
Maluf afirmou na época que os recursos eram provenientes da venda de um terreno familiar em São Paulo e também de joias de sua esposa, realizada no Líbano.
De acordo com a Justiça francesa, Sylvia Maluf também foi titular, nos anos 90, de outra conta em Paris, encerrada em 2000, antes das investigações.

Itália: «É preciso devolver a palavra aos pobres» - Papa Francisco


Foto: Lusa
(Foto: Lusa)

Homenagem ao padre Lorenzo Milani (1923-1967), no norte da Itália

Barbiana, Itália, 20 jun 2017 (Ecclesia) - O Papa afirmou hoje que é preciso “devolver a palavra” e respeitar a dignidade dos mais pobres, numa visita à localidade italiana de Barbiana, onde homenageou o padre Lorenzo Milani (1923-1967).
“É preciso devolver a palavra aos pobres, porque sem a palavra não há dignidade e, portanto, não há liberdade nem justiça”, defendeu Francisco nesta localidade, território da Arquidiocese de Florença.
O Papa esteve hoje no norte da Itália para uma homenagem pessoal a dois sacerdotes católicos do século XX, Primo Mazzolari (1890-1959) e, mais tarde, o padre Lorenzo Milani, por ocasião do 50º aniversário da sua morte.
Na sua última intervenção, Francisco sublinhou que a palavra que “pode abrir caminho para a plena cidadania na sociedade, através do trabalho, e para a plena pertença à Igreja, com uma fé consciente”.
“No nosso tempo, só a possibilidade de ter a palavra pode permitir o discernimento de tantas e, muitas vezes, confusas mensagens que chovem agora”, prosseguiu.
O Papa apelou a uma “plena humanização” para cada pessoa nesta terra, defendendo o direito “ao pão, à casa, ao trabalho, à família” e à “possa da palavra, como instrumento de liberdade e de fraternidade”.
Francisco chegou a Barbiana vindo de Bozzolo, de helicóptero, e recolheu-se de imediato em oração junto do túmulo do padre Milani.
Já na praça junto à igreja paroquial, o Papa dirigiu-se aos presentes para pedir amor pela Igreja e atenção aos “mais pobres e frágeis, seja na vida social como na vida pessoal e religiosa”.
A intervenção evocou o padre Lorenzo Milani como um sacerdote que “testemunhou como no dom de si a Cristo se encontram os irmãos nas suas necessidades”.
A visita contou com a presença de antigos discípulos e alunos do sacerdote florentino, que o Papa citou: "Aprendi que os problemas dos outros são iguais aos meus. Sair deles juntos é política. Sair sozinho deles é mesquinhez".
Francisco falou depois aos padres presentes, aos quais pediu que tenham “sede de Absoluto” e vivam com a força da fé e da caridade.
Antes de fechar o seu discurso, o Papa quis sublinhar que a sua visita quis ser um reconhecimento da “fidelidade ao Evangelho e retidão da ação pastoral” do padre Lorenzo Milani, que nem sempre terá sido compreendida.
“A Igreja reconhece nesta vida um modo exemplar de servir o Evangelho, os pobres e a própria Igreja”, insistiu.
Após este encontro, o Papa regressou ao Vaticano, concluindo assim uma viagem que partiu da sua própria iniciativa.
Fonte: OC e Agência Ecclesia

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Semana será de temperaturas baixas e geada em Santa Catarina

Influência de uma massa de ar polar deixa o tempo frio em várias regiões de Santa Catarina; confira a previsão do tempo para a Capital nos próximos dias:

Após uma segunda-feira (19) de chuva fraca e mal distribuída por Santa Catarina, com mínima de 11°C em Florianópolis, a terça-feira (20) deve ser bastante fria na região. Segundo a Epagri/Ciram, a Capital vai registrar temperaturas entre 10°C e 15°C, com nevoeiros durante a manhã. Mesmo diante de condições de inverno, o sol aparece durante o dia, em meio a algumas nuvens. “Amanhã, embora tenha bastante nebulosidade, o tempo pode aquecer um pouco em Florianópolis”, afirma o meteorologista Clóvis Corrêa, da Epagri/Ciram.

Frio deve permanecer em Florianópolis nesta terça-feira - Marco Santiago/Arquivo/ND
Frio deve permanecer em Florianópolis nesta terça-feira - Marco Santiago/Arquivo/ND

Devido à influência de uma massa de ar polar no Estado, pode haver condições de geada nas áreas mais altas do Oeste, Meio Oeste, Planalto Sul, Alto Vale do Itajaí e região serrana de Florianópolis. “A chance de geada é maior no Oeste, porque por lá o tempo vai ficar bastante aberto”, garante Clóvis. Ainda nesta segunda, o município de Urupema, na região serrana de Santa Catarina, registrou a menor temperatura do dia: 2°C.
Na data que marca o início do inverno, nesta quarta-feira (21), a frente fria que passa pelo Estado perde força e se desloca para o oceano. “No Litoral a tendência é haver mais nebulosidade e chuva fraca, por causa da circulação do oceano”, explica o meteorologista. Segundo ele, deve haver bastante umidade e o sol volta a aparecer com mais frequência. A temperatura mínima na Capital para o dia é de 13° e a máxima de 17°C. Ainda na quarta, as condições de geada podem ocorrer nas áreas altas do Planalto Sul.
Entre quarta e quinta (22), a possibilidade de chuva é maior no início do dia e no período noturno, momentos em que os termômetros registram os menores valores. As temperaturas, por toda Santa Catarina, devem sofrer elevação gradativa ao longo do dia.
O tempo melhora apenas na sexta, quando passa a ser seco e com sol entre algumas nuvens por todo o Estado, com temperatura em gradativa elevação. O vento, no entanto, é fraco a moderado e com rajadas.

Previsão do tempo para Florianópolis

Terça-feira: mínima de 10°C e máxima de 15°C, sol com algumas nuvens ao longo do dia e e nevoeiros pela manhã
Quarta-feira: mínima de 13°C e máxima de 17°C, sol com chuva no início e final do dia
Quinta-feira: mínima de 15°C e máxima de 20°C, sol com muitas nuvens
Sexta-feira: mínima de 14°C e máxima de 21°C, sol com algumas nuvens. Fonte: ND

Universidade britânica empresta violino do século 19 a adolescente sírio

Aboud Kaplo
Direito de imagemAMR KOKASH
Image captionAboud Kaplo teve de deixar sua casa em Aleppo e hoje vive no Líbano
Um violino do século 19 foi retirado de uma coleção de instrumentos históricos mantida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, e enviado a um jovem músico sírio que vive como refugiado.
Aboud Kaplo, de 14 anos, teve de deixar sua casa em Aleppo por causa da guerra na Síria, e agora está morando no Líbano.
A cineasta Susie Attwood, ex-aluna de Oxford, conheceu Aboud e viu sua paixão pela música - e a falta de recursos. Foi ela quem levou a história do adolescente à instituição, que decidiu emprestar o instrumento restaurado.
O violino de fabricação alemã faz parte da Bate Collection of Musical Instruments, coleção que possui mais de 2 mil instrumentos musicais históricos e modernos, registrando seu desenvolvimento desde a Idade Média.

'Contribuição positiva'

É a primeira vez que um item da coleção será emprestado a um jovem refugiado aspirante a músico - os instrumentos podem ser usados por acadêmicos, estudantes e pesquisadores.
O curador Andy Lamb disse que, no momento em que leu sobre a situação do menino, pensou que a coleção "poderia ter algum tipo de contribuição positiva".
"Eu imediatamente tinha um instrumento em mente. Ele pertencia a uma ex-curadora, Helene Larue, uma pessoa muito generosa, e sabia que se ela teria doado o instrumento instantaneamente se tivesse sido confrontada com essa situação."
Aboud KaploDireito de imagemAMR KOKASH
Image captionViolino do século 19 faz parte de coleção com mais de 2 mil instrumentos
E ex-aluna da faculdade de música de Oxford, Susie Attwood conheceu Aboud e sua família quando fazia um filme sobre refugiados cristãos sírios no Líbano que estavam presos em uma "existência intermediária", incapazes de encontrar trabalho ou de proporcionar educação para seus filhos.
Aboud tinha um grande interesse pela música e estava tentando aprender a tocar assistindo vídeos do YouTube e usando um violão de brinquedo.
"A vida é muito difícil para os sírios que vivem no Líbano, então ver a música oferecer esperança para alguém como Aboud é muito emocionante. Eu não poderia simplesmente deixar isso de lado", disse Attwood.
Ela entrou em contato com a universidade, e os responsáveis pela coleção imediatamente ofereceram ajuda.
"O violino não é raro ou antigo o suficiente para ser considerado um recurso precioso, mas é significativamente melhor do que um instrumento de fábrica barato e é o tipo de instrumento que emprestaríamos a um estudante aqui em Oxford", disse Lamb.
Aboud disse que "não pode expressar com palavras" como se sente: "estou tão feliz, tão animado".
"Tocar violino me ajuda a expressar meus sentimentos. Quero continuar a estudar música, tocar em um grande palco e viajar pelo mundo."
Fonte: Sean Coughlan

domingo, 18 de junho de 2017

Vaticano: Papa associa-se ao Dia Mundial dos Refugiados

(Lusa)
(Lusa)
Francisco recorda pessoas que fogem da violência e das perseguições

Cidade do Vaticano, 18 jun 2017 (Ecclesia) – O Papa Francisco associou-se hoje no Vaticano à celebração do Dia Mundial dos Refugiados, que a ONU promove a 20 de junho, e recordou as pessoas que fogem da violência e das perseguições.
“Que a atenção concreta vá para as mulheres, homens, crianças em fuga dos conflitos, violências e perseguições. Recordemos também na oração os que perderam a vida no mar ou em extenuantes viagens em terra”, apelou, perante milhares de pessoas reunidas na Praça de São Pedro para a oração do ângelus.
A jornada promovida pelas Nações Unidas tem como tema, este ano, ‘Com os refugiados. Hoje, mais do que nunca, temos de estar ao lado dos refugiados’.
Francisco deixou votos de que estas histórias de “dor e esperança” se transformem em “oportunidades de encontro fraterno e verdadeiro conhecimento recíproco”.
“O encontro pessoal com os refugiados dissipa medos e ideologias distorcidas”, abrindo espaço a “sentimentos de abertura e à construção de pontes”, sustentou.
O Papa deixou uma palavra para os que estão empenhados no processo de paz na República Centro-Africano, onde esteve em novembro de 2015, e recordou que esta tarde vai presidir à Missa e a procissão do Corpo de Deus em Roma (na Itália esta data não é feriado civil).
Fonte: OC e Agência Ecclesia

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Fátima 2017: Papa agradece acolhimento e o testemunho de fé na Cova da Iria

Fatima.pt
(Fatima.pt)

Mensagem de Francisco dirigida a D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima

Fátima, 08 jun 2017 (Ecclesia) - O Papa enviou uma mensagem a D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima, para agradecer pelo “acolhimento fraterno” e a “hospitalidade fidalga” de que foi alvo na sua peregrinação à Cova da Iria, a 12 e 13 de maio.
Francisco recorda os momentos em que foi “envolvido pelo carinho e entusiasmo da fé daquela multidão incontável de peregrinos”, na celebração da primeira peregrinação internacional do centenário das aparições.
“Fátima oferece a todos um Coração grande de Mãe e convida o coração de cada um – filho ou filha que seja – a parecer-se um pouco mais com o dela. Corações assim parecidos encontramo-los no Céu – por exemplo, em São Francisco Marto e Santa Jacinta Marto”, refere.
O Papa saúda o “efusivo testemunho de alegria e amor a Nossa Senhora de Fátima” de D. António Marto e o trabalho de todos os seus colaboradores, “em toda a parte, desde a mesa ao altar”.
“Ao mesmo tempo que encorajo essa amada diocese a prosseguir no anúncio e serviço dos desígnios de misericórdia que a Santíssima Trindade nutre pela humanidade inteira, invoco, pela intercessão da Virgem Maria e dos Santos Pastorinhos, a abundância dos dons e consolações do Céu”, escreve Francisco.
O Papa deixa uma palavra de “profunda gratidão” aos responsáveis pelo acolhimento no santuário, em particular ao reitor da instituição, padre Carlos Cabecinhas.
Fonte: OC e Agência Ecclesia

PROJETO ANJO DA GUARDA

PROJETO ANJO DA GUARDA
"Semeando a cultura de Pentecostes no coração marajoara."

LOCUTOR PAGANINI

LOCUTOR PAGANINI
...ESTAMOS NO ARRR! LOCUTOR-RADIALISTA AM e FM, MESTRE DE CERIMÔNIAS, APRESENTADOR DE FESTAS E EVENTOS, PREGADOR, MISSIONÁRIO, PALESTRANTE, ATENDENDO TODO O BRASIL, LIGUE (48) 8419-2061 ou 9612-8317. Email e Msn: locutorpaganini@yahoo.com.br Tbm Skype: locutor.paganini